terça-feira, 21 de maio de 2013

UM LITRO DE LÁGRIMAS - NOVELA

  • Enviado por  em 29/12/2011 para o YouTube, de onde compartilhamos com vocês, teve o som desativado.
  • Enviado por kaionews em 2013 no YouTube, de onde são novos os links. (atualizado em 02/11/2014), com som ativado.
1 Litro de Lágrimas (1リットルの涙) é um drama japonês que conta a história de luta de uma garota (caso real) diagnosticada com uma doença degenerativa incurável aos 15 anos. 
Capítulo 01 de 11



Capítulo 02 de 11



Capítulo 03 de 11



Capítulo 04 de 11




Capítulo 05 de 11



Capítulo 06 de 11


Capítulo 07 de 11


Capítulo 08 de 11



Capítulo 09 de 11



Capítulo 10 de 11



Capítulo 11 de 11
Leia mais em: http://japanalltheway.blogspot.com.br/2009/12/kito-aya-um-litro-de-lagrimas.html
Degeneração Espinocerebelar:
É uma doença rara, ocorrendo entre 4 a 5 para cada 100 mil pessoas. Ela é caracterizada pela degeneração de células nervosas motoras (notadamente cerebelo e espinha dorsal), o que causa limitação cada vez maior nos movimentos, até a paralisia total. As demais células nervosas não são afetadas, o que causa um terrível sofrimento, pois a pessoa fica totalmente consciente e lúcida, consciente de sua limitação física cada vez maior, mas nada pode fazer. Leia mais em: Degeneração Espinocerebelar.

Baseado no diário de Aya Kito (1962-1988), a novela UM LITRO DE LÁGRIMAS fez sucesso no Japão e no mundo, através de versões legendadas por fãs clubes. A novela foi ao ar depois do lançamento de um filme.


Tradução de um texto sobre Aya Kito baseado no google translator:

Biografia de Aya Kito:
Aya já em cadeira de rodas

Aya Kito nasceu em Toyohashi em 19 de julho de 1962.

Ela cresceu no meio de uma família calorosa e foi criada por amorosos pais. Sua mãe, Shioka Kito, trabalhava em Toyohashi, num Posto de Saúde Pública de Enfermagem. 

Aya era a filha mais velha: sua irmã Ako, dois irmãos e a caçula, chamada Rika. 
Frequentou a escola particular Seiryo até os 14 anos. O corpo de Aya era de uma adolescente normal. 

Com a idade de 15 anos os sintomas da doença começaram a aparecer. 

Sua mãe, Shioka Kito, preocupada com o estado de sua filha, levou Aya para Hospital Universitário Público de Nagoya. Foi tratada pelo Dr. Itsuro Sofue. 

Aya teve seu segundo exame médico no início das aulas em SMA Toyohashi (Colégio Aichi em seu diário). Na verdade, ela deve passar suas férias de verão no hospital de Nagoya para exames médicos complementares e dar início aos tratamentos. A partir daí assumiu o tratamento o Dr. Hiroko Yamamoto, especialista em Neurologia do Hospital Nagoya. 

Foi aos 16 anos de idade que sua mãe sugeriu a Aya a mudar-se para o Colégio de Okazaki para pessoas com necessidades especiais. 

Finalmente, Aya decide se mudar. Ela se matriculou na escola especial. Quando foi aceita no High School ela estava usando uma cadeira de rodas.
Aya aos 23 anos

Na idade de 17 anos, Aya tinha dificuldade para falar, comer e muitas vezes ela engasgou. 

Formou-se na escola especial aos 18 anos. 

Seu estado de saúde não melhorou, mas o interior espírito de Aya tornou-se ainda mais elevado. Ele ainda escreve em seu diário até 20 anos de idade. 
Aya Kito morreu em 23 de maio de 1988, às 00:15 aos 25 anos e 10 meses.
Seu diário, intitulado 1 Litre no Namida (1 リットル の涙, Ichi Rittoru no Namida, "1 litro de Lágrimas"), foi publicado pela primeira vez no Japão em 25 de fevereiro de 1986, mais de dois anos antes de sua morte na idade de 25. Seu diário foi mais tarde adaptada para o cinema (2004) e, posteriormente, em um série de televisão dramática com Erika Sawajiri protagonizando Aya (2005).


Texto original:

Biography of Aya Kito
Aya Kito was  born in Toyohashi in 19 July 1962 (trace  based on the descriptions in the book). She grew up in the middle of a warm family and raised by a loving father and mother. Her mother, Shioka Kito, is work in Public Health Nursing Toyohashi area. Aya also  having a younger sister named Ako,  two brothers and a younger sister named Rika. 

Until 14 years old and attended a private junior school Seiryo, Aya's body still looks normal greeting like teenage girls in general. At the age of 15 years was the symptoms of the disease began to appear.  Her mother,  Shioka Kito who concerned about the condition of her daughter, brought Aya to Nagoya Public University Hospital.  There Aya handled by Doctor Itsuro Sofue.  Aya had her second medical check at the beginning of the school in SMA Toyohashi (referred to  Aichi High School in her  diary).  In fact she should spend her first summer school in Nagoya hospital for further medical check and therapy. From here the control of her health held by Dr. Hiroko Yamamoto, Neurology Specialist Nagoya Hospital. It was the age of 16.

Aya’s mother suggested Aya to moving into Special School Okazaki. Finally, with a variety of considerations, Aya decides to moves there. She registered in the special school when the announcement of second grade in Aichi High School. She was using a wheelchair when going into special school.

At the age of 17, Aya had difficulty to speak, eat and she often choked. Se graduated from the special school at age of 18. Her health condition did not improve, but the spirit inside of Aya still higher. He still writes in her diary until age 20. Aya Kito died on May 23, 1988, at 00:15 at the age of 25 years and 10 months.

Her diary, entitled 1 Litre no Namida (1 リットルの涙, Ichi Rittoru no Namida, "1 Liter of Tears"), was first published in her native Japan on February 25, 1986, more than two years before her death at the age of 25. Her diary was later adapted into a film (2004) and then later into a television drama series with Erika Sawajiri portraying her (2005).

Fonte: http://repository.usu.ac.id/bitstream/123456789/27120/1/Appendix.pdf